Quinta de Camarate e Solista

Um Solista pode ser bebido a solo, mas rende mais se for acompanhado… com amigos e outros vinhos.

Solista, Alentejo tinto 2013, 14% de álcool, Touriga Nacional.

Denso com uma cor mais escura que o Qta. de Camarate. Mais doce, embora com alguma agrura. Um vinho mais fechado. Escuro, preto, coração de boi.

Quinta de Camarate, Setúbal tinto 2014, 13% de álcool, Touriga Nacional (55%), Aragonez (20%), Cabernet Sauvignon (16%) e Castelão (9%).

De cor mais transparente que o solista, mais aguado na vista e no sabor. Áspero, adstringente, masmo ao meu gosto. Mais ácido e agreste que o Solista, mas tem alguma doçura. Na textura é mais aguado, rebuçado líquido

Maritávora nº4, 2012

Maritávora nº4, Douro tinto 2012 Reserva, 14% de álcool, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e outras, uvas de agricultura biológica, de vinhas com de 15 a 50 anos. Fermentou em lagar de pedra, com pisa a pé e estágio de 18 meses em barricas de carvalho francês.

Doce, encorpado, redondo, com alguma adstringência da madeira. Perfumado pela madeira, de forma suave, no meio de um sabor a uva densa, com laivos de fumo. Excelente. É pena o preço não ser mais baixo.

Quinta do Cardo, 2014

Quinta do Cardo, Beira Interior tinto 2014, 14% de álcool, Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca, uvas de agricultura biológica, com estágio de 9 meses em carvalho francês.

Floral, muito floral, talvez rosas. Doce, e mediamente ácido, talvez como ginja madura. Meio encorpado e levemente adstringente. Não filtrado. Todas as semanas compro uma. 🙂